top of page

DE MARY PARA MARY

de Paloma Pedrero





13 JANEIRO | 21H30

AUDITÓRIO MUNICIPAL

FÓRUM CULTURAL DO SEIXAL


INFO E RESERVAS: BIBLIOTECA MUNICIPAL, FÓRUM CULTURAL DO SEIXAL E EM BOL.PT 




Mary Wollstonecraft (1759-1797, pioneira do pensamento feminista, a mulher que se atreveu a reclamar a igualdade entre mulheres e homens num tempo em que a própria ideia de igualdade era inadmissível, encontra-se gravemente doente, na sequência do parto sofre de uma febre puerperal aguda. No delírio da febre Wollstonecraft acredita estar a dar uma conferência. O seu único público é na verdade a filha recém-nascida que que virá a ser a aclamada escritora Mary Shelley, autora de um dos clássicos da literatura mundial: Frankenstein. 

 

Comovente, dramático, poético, político, pedagógico neste espectáculo Wollstonecraft diz à sua filha e a quantas mulheres e homens a escutarem: “não permitas nunca que te façam comer o pão amargo da dependência. Luta, luta para seres tu própria. E não temas nunca o que os outros possam pensar.”



tradução   RITA LELLO

 

dramaturgia  MARIA DO CÉU GUERRA E RITA LELLO

encenação   MARIA DO CÉU GUERRA

         

interpretação   RITA LELLO


cenografia  A BARRACA     figurinos   MARTA IRIA    desenho de luz   VASCO LETRIA

sonoplastia  JOÃO MARTINHO (AJAGATO)  assistência de encenação   RUBEN GARCIA E TERESA MELLO SAMPAYO        costureiras   CARMO BOUCINHA, RUTE FERREIRA, CAMILA, AIDÉ SANTOS (bordadeira)      fotografia  RICARDO RODRIGUES

design gráfico   INÊS COSTA         

produção    A BARRACA   M/14

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page